O BOBO HONESTO

O BOBO HONESTO
——- por Guz para o Dr. Pedro Carneiro
Deus tem seus cordeiros
Deus em si é um conceito
ao que concerne o sagrado,
o profano, pedra sobre pedra,
seguimos caminhando
além disso tem um mano
seu nome é Pedro, poderia ser Fulano
mas por ter nome árduo como a montanha
e depois felpudo, como artimanha
esta poesia retrata sua gana
sua paZ
sua eterna esperança
sua coragem desde criança
de enfrentar o medo, o erro, a crueldade
com paciência, perseverança, hombridade
é, rapaz, estás ficando mais velho
e com o trilhar de tantos anos
posso afirmar que no entanto
nunca foste cego. sempre desperto. Homem,
Homem correto. Ah! Se todos os grandes espertos
fossem tão bobos honestos
como meu amigo qual nestes versos
sequer meço, sequer pincelo
pois minha régua não é compatível
tampouco minha tinta coloria
as cores e a envergadura
das virtudes que teu exemplo anuncia.

alles Gute zum Geburtstag!

Deixe um comentário